[Valid RSS] [Valid RSS] [Valid RSS] Labirintos e Fascínios: Fragmentos de reflexões

18 de março de 2012

Fragmentos de reflexões



Há horas trágicas que pertencem à noite... Hora de trevas!... 
Uma vez acordados, essas horas dramáticas de solidão já não existem...
Acordamos em renascimento. 
Somos adoradores do Sol, então.
 E a vida é para se viver com esperança e em adesão ao real quotidiano, 
iluminado e aquecido pelo nosso projeto de viver... 
(1984)
Esse tempo é como um comboio expresso
cuja marcha já não posso acompanhar...
Detenho-me então na estação e medito...  
Outra maneira de viver,
e em profundidade!



Há dias  em que coisas de certo amargor se sucedem,
então confio no "esquecimento"
que fará tudo submergir
na corrente constante da vida.



Interessa menos o saber que a capacidade de improvisação
perante as solicitações inesperadas da vida.