[Valid RSS] [Valid RSS] [Valid RSS] Labirintos e Fascínios: O que fizeram do Natal ?

29 de dezembro de 2011

O que fizeram do Natal ?

                                                            

NATAL

O sino toca fino.
Não tem neves, não tem gelos.
Natal.
Já nasceu o deus menino.
As beatas foram ver,
Encontraram o coitadinho
(Natal)
mais o boi mais o burrinho
e lá em cima
a estrelinha alumiando.
Natal.
As beatas ajoelharam
e adoraram o deus nuzinho
mas as filhas das beatas
e os namorados das filhas
foram dançar black-bottom
nos clubes sem presépio.
  (Carlos Drummond )

Carlos Drummond de Andrade (1902-1987) apresenta neste poema um Natal sem gelo e sem neve, um Natal bem à moda do século XX, no qual a data em que se celebra o nascimento de Jesus já está despojada de sua sacralidade, distanciando-se muito da tradição de outrora.

O nascimento de Cristo há muito deixou de ser o principal motivo das comemorações. O sentido religioso desapareceu das confraternizações familiares, Papai Noel, defendido pelos vendilhões do comércio, passou a ser o foco. Claro! O velhinho alavanca as vendas de presentes, dá lucros imensos!!!

 Até Papai Noel perdeu o mistério e o encanto que tinha na minha infância! O que fizeram do Natal é esta saudade que sinto da época em que festejavam o aniversário de Cristo, da Missa do Galo, dos presépiuos armados na sala, das comidinhas caseiras, belas rabanadas e aquela festança de tios, primos, nossos pais e avós...